UX não é UI

UX não é UI

UX não é UI

O mundo digital, assim como o design digital, está a tornar-se mais complexo e confuso a cada dia que passa e quando alguém nos diz que trabalha como UX/UI designer não nos é imediatamente claro o que realmente esta pessoa faz no seu dia-a-dia.

Para entendermos melhor a interligação entre UX (User experience) e UI (User interface) design devemos primeiro definir cada conceito individualmente, uma vez que são frequentemente confundidos.

 

O que é UX (User Experience)?

UX design é um conjunto de disciplinas que tem como objetivo principal entender os utilizadores, as suas necessidades, limitações e ao que dão valor. Resumidamente, UX é tudo sobre a experiência humana, sendo possível visualizar exemplos fora do mundo digital e em atividades mundanas como ir a uma loja ou a um café.

De acordo com Nielsen Norman, consultores de renome em matéria de UX, esta pode ser definida como os vários aspectos de interação de um utilizador com uma empresa, os seus serviços e produtos.

Mas então o que é necessário para algo ser considerado uma experiência de utilizador? Peguemos no exemplo de ver televisão. Ver televisão é uma experiência que tem como objetivo, através de uma interface, transmitir emoções que provocam respostas emocionais a um utilizador, ou seja, UX é como um utilizador se sente relativamente a um produto/serviço.

Desta forma UX é o estudo do problema, através de perguntas como: a quem queremos passar a mensagem, porque queremos e quais são as motivações. Existem várias técnicas utilizadas por UX designers como:

 

  1. Criação de Wireframes
    Criação de um guia para o layout de um site ou aplicação
     
  2. User Testing
    Colocar um utilizador à frente do site/aplicação e pedir para realizar as tarefas desejadas.
     
  3. Personas
    Utilização de identidades fictícias que refletem um grupo de utilizadores fictícios para quem a aplicação é projetada.
     
  4. Cenários e Storyboards
    Um cenário é uma narrativa que descreve o dia de um utilizador e que demonstra como uma aplicação ou um site encaixam na sua vida enquanto que um storyboard é uma sequência visual de eventos para capturar a interação de um utilizador com um produto.

 

O que é UI (User Interface)?

Enquanto o UX é um conjunto de tarefas voltadas para a optimização de um produto para um uso eficaz e agradável, UI é mais voltado para as componentes da aparência, sensação e interatividade do produto, sendo então o UI designer responsável pelo conteúdo, arquitetura da informação, interação com a informação e o design visual. É tudo o que é percetível visualmente na aplicação e que leva o utilizador a uma interação positiva (podendo ser um botão, um menu diferente ou até mesmo um som).

 

"UI design é o processo de traduzir a forma como uma máquina funciona para a forma como uma pessoa pensa. - Strategist & Apprenticeship Program Manager at Fresh Tilled Soil"
 


Um famoso exemplo de uma interface de utilizador é a interface da Google. Composta apenas pelo logotipo, dois botões, uma caixa de texto para inserir a pesquisa e um fundo branco, desde 1998 que a interface da Google não é alterada significativamente e é mundialmente conhecida e replicada por outras empresas.

Para uma interface ser bem sucedida é necessário que o UI designer siga 8 princípios:

  1. Conhecer o utilizador

  2. Prestar atenção a padrões já utilizados noutras aplicações

  3. Manter a consistência ao longo de toda a aplicação

  4. Utilizar hierarquia visual

  5. Dar feedback ao utilizador

  6. Ter tolerância e redundância que permita diferentes tipos de utilização e desculpar erros de utilização

  7. Falar a mesma língua do utilizador

  8. Manter a simplicidade

 

Como se utiliza UX e UI

Resumidamente e tomando como exemplo um caso prático, onde temos:
 

  • Um produto ou serviço (comida).
  • Uma interface (prato) onde o conteúdo é entregue, que pode ser mais ou menos elaborada, mais ou menos atraente, memorável e fácil de utilizar.
  • Uma experiência (refeição) que engloba tanto o conteúdo como a interface e vai um passo mais além e pensa no como e no quando (o contexto) onde o produto ou serviço vai ser utilizado.
     

Produto, interface e experiência


No caso da sequência de imagens apresentadas, podemos observar como a experiência da refeição é obtida através da utilização de diferentes interfaces (pratos, talheres, cadeiras, mesa) que permitem ao utilizador desfrutar do produto/refeição. O contexto da experiência, assim como as diferentes interfaces é que permitem ao utilizador uma experiência distinta. Ou seja, podemos concluir que UX e Ui têm focos diferentes: UX dá utilidade às interfaces para que atinjam determinados objetivos, enquanto UI tem como preocupação a estética para atingir conexões emocionais.


Por quê utilizar UX e UI em conjunto?

A não utilização em conjunto de UX e UI pode levar a erros crassos de produtos. Um exemplo é a imagem em baixo que demonstra a evolução das garrafas Heinz, e como a interface do utilizador foi adaptada para melhorar a experiência do utilizador. É preciso relembrar que tanto UI como UX fazem parte do mesmo processo e têm o mesmo foco e objetivo - agradar ao utilizador - e que a combinação dos dois elementos é que permite um produto final mais relevante de valor acrescentado para o utilizador.
 

Bottle example

 

Plastic bottle