Como Criar Uma Startup Sem Cair Em Armadilhas

armadilhas de startups

Como Criar Uma Startup Sem Cair Em Armadilhas

Subitamente, é arrebatado por (o que pensa ser) uma ideia genial! Não seria espectacular um produto único como nenhum outro no mercado?

Está tão entusiasmado. É o nascimento de algo novo que idealizou. Tantas possibilidades e expectativas.

 

Começa a investigar e a fazer os primeiros esboços, de forma a refinar o seu conceito.

É chegada a hora do seu plano de negócios: conceito, valor, diferenciadores, mercado, estimativas de custo, preços de venda, etc.

 

O projeto vai crescendo e encontra os primeiros desafios de implementação. Como ter acesso ao equipamento? Quem tem capacidade para o fazer? Como irá pagar por isto?

A cada passo que dá, são apresentadas decisões que tem que tomar.

 

A complexidade começa a ser bastante intimidante e o seu objectivo parece continuar a afastar-se com mais obstáculos e imprevistos.

Começa a questionar-se se será de facto uma boa ideia. Talvez haja boas razões pelas quais esta ideia nunca foi concretizada. Ou talvez seja mais caro que o valor que os utilizadores vêem nela ou é um mercado nicho demasiado pequeno. Algumas das pessoas com quem partilhou a ideia também demonstraram algumas dúvidas.

 

De repente, surge um bom conselho, para manter o foco e tentar criar a solução mais simples que possa provar o seu conceito. É difícil decidir em que cortar ou alterar, mas está decidido a lançar o seu produto mesmo que falhe.

Pede ajuda, trabalha mais do que alguma vez tinha pensado, volta a pedir ajuda e, finalmente, tem algo para testar no mercado.

 

É inundado de boas avaliações e opiniões mas as vendas não são impressionantes.

Quando faz o pitch da sua ideia, recebe todo o tipo de feedback. Talvez precise de mais funcionalidades, talvez algo mais simples ou talvez até mudar o propósito do produto.

Olhando para trás, aprendeu muito. O seu percurso deu-lhe informação sobre o mercado, competidores e sobre o produto, e tem agora uma visão mais clara do caminho em frente.

 

Ajusta o produto, obtém financiamento, faz uma parceria com um grande distribuidor e vive feliz para sempre...ou talvez não. Mesmo que não se transforme na startup da moda, é agora um melhor empreendedor, transportando conhecimento para a sua próxima experiência.

 

Sucesso é feito tanto de boas ideias como de perseverança para construir e adaptar o melhor que conseguir. Não há receitas de sucesso mas existem alguns princípios que poderão ser úteis para criar a sua startup sem cair em armadilhas:

  • Não trate a sua ideia como um hobby não fazendo o seu plano de negócios. Informação para validar os seus pressupostos é difícil de obter mas vale o esforço.

  • Seja realista. A maior parte das startups não sobrevive o suficiente para gerar lucros, e isso é uma razão para definir os seus limites. Pelo bem da sua sanidade mental.

  • É fácil ser levado pela nossa perspectiva ou sentir-se perdido no processo. É bom ter alguém em que confie, com experiência, que o possa aconselhar ou desafiar as suas ideias.

 

Na Omibee vimos nascer e crescer startups e adoramos um bom desafio. Ligue-nos ou envie um email e trocamos algumas ideias. Sem compromisso ou letras pequeninas.

 

Porto +351 223 237 343

Lausanne +41 215 087 091

hello@omibee.com